Central Telefônica: 71 3203.5555 . Centro Médico: 71 3203.3400 . Marcação de Exames: 71 3203.5601

Notícia

HOME / Hospital / Notícias / 2017 / Dezembro / Saúde em qualquer idade

Saúde em qualquer idade

22 December 2017

Sedentarismo, sobrepeso, hipertensão, colesterol elevado. Estes fatores de risco para doenças cardiovasculares, mais comuns na maturidade, vêm afetando com maior frequência os brasileiros jovens, na faixa etária de 20 a 39 anos. Somente em 2013, os casos de infarto agudo do miocárdio, nesse público, aumentaram em 13%, segundo uma pesquisa do Ministério da Saúde. Na avaliação de especialistas, este dado acende um alerta para uma questão evidente: pessoas jovens também devem adotar uma rotina de cuidados com a saúde. “Em geral, as pessoas acreditam que sejam saudáveis, especialmente, as pessoas jovens. Entretanto, esta crença precisa estar fundamentada em um estilo de vida saudável, o que significa uma rotina de alimentação equilibrada, exercícios físicos e consultas médicas com regularidade”, destaca o especialista pela Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC) e cardiologista do Serviço de Arritmia do Hospital Português, Dr. Alexsandro Fagundes.

 

Contrapondo as orientações do cardiologista, uma recente amostragem do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE, em parceria com o Ministério do Esporte, revelou que 62% dos jovens não praticam qualquer esporte ou atividade física. Já em 2011, a pesquisa “Fast-Food no Brasil” mostrou que, na hora das refeições, 74% da nossa população preferem os fast-foods aos restaurantes tradicionais. Como consequência desse comportamento, algumas doenças (antes, relacionadas ao envelhecimento), agora, estão sendo diagnosticadas, frequentemente, em um público jovem. O médico avalia os dados como preocupantes, considerando a alta morbimortalidade por doenças do coração, no Brasil. “São reflexos do modo de vida moderno, marcado por má alimentação, poucas horas de sono, irregularidade ou mesmo inexistência de atividade física. Apesar disso, é possível evitar que as gerações futuras desenvolvam maior propensão às cardiopatias através da mudança de hábitos de vida”, alerta.

 

Para quem já está convencido da importância de seguir as orientações do cardiologista, não basta calçar o tênis e sair se exercitando por aí. Dr. Alexsandro lembra a necessidade de avaliar o condicionamento físico, com alguns exames médicos de rotina, antes de começar qualquer prática esportiva. “Esse cuidado é muito importante e, em muitos casos, salva vidas”. O cardiologista se refere à prevenção de ataques cardíacos em portadores de alterações congênitas (aquelas adquiridas antes mesmo do nascimento). Geralmente, diante de esforço físico esses problemas provocam reações como dor no peito, falta de ar, suor em excesso e sensação de desmaio, requerendo intervenção médica imediata. “A falta de conhecimento sobre a própria saúde pode levar ao agravamento de cardiopatias inatas e até mesmo causar morte súbita. Por outro lado, com informação e acompanhamento médico especializado é possível adotar medidas preventivas e terapêuticas que elevam a qualidade de vida, seja na juventude ou em qualquer fase da vida”, destaca.

 

Teste de esforço físico, Eletrocardiograma e MAPA são alguns dos exames que podem revelar a função cardíaca ou respiratória do paciente, auxiliando a descoberta de enfermidades hereditárias ou decorrentes de comportamentos inadequados, que podem avançar silenciosamente (sem sintomas). Municiado destas informações, o médico pode confirmar ou afastar a suspeita de doenças cardiovasculares pré-existentes. Caso necessário, exames complementares irão ajudar na orientação médica, podendo envolver a escolha, frequência e intensidade da atividade física mais adequada à condição do paciente. “Seguir hábitos saudáveis é um investimento que se faz em prol do bem-estar, qualidade de vida e longevidade”, conclui o cardiologista.  

Clique no link abaixo e leia a Revista Imagem Real de Dezembro/17 completa:
http://www.hportugues.com.br/imprensa/revista-imagem-real 

       
ANAHP - Associação Nacional de Hospitais Privados ONA - Organização Nacional de Acreditação Creditação  Qmentum
   
Av. Princesa Isabel, 914, Barra Avenida, 40.140-901, Salvador, Bahia.
71 3203.5147 71 3203.5555 71 3203.3400 71 3203.5601