Central Telefônica: 71 3203.5555 . Centro Médico: 71 3203.3400 . Marcação de Exames: 71 3203.5601

Notícia

HOME / Hospital / Notícias / 2018 / Fevereiro / Miomas uterinos

Miomas uterinos

miomasOs miomas uterinos são os tumores pélvicos sólidos benignos mais frequentes da mulher. A origem dos miomas decorre de uma perda da regulação das células do miométrio (camada muscular do útero) que sofrem crescimento e levam ao surgimento de nódulos de células monoclonais. Cerca de 30% das mulheres em idade fértil e 40% das mulheres acima de 40 anos apresentam miomas. As mulheres negras têm maior incidência. Raramente surgem antes do menacme (primeira menstruação) e geralmente regridem após a menopausa. O risco de mioma diminui de 20% a 50% em mulheres que tiveram filhos. Na gravidez, os miomas costumam crescer, contudo, na maioria dos casos, não interfere no sucesso da gestação e a via de parto dependerá de critérios obstétricos.

As manifestações clínicas mais comuns dos miomas são: menstruação excessiva, dor pélvica e infertilidade. O diagnóstico depende do histórico clínico detalhado e de um cuidadoso exame físico, bem como, da realização de exames como ultrassonografia e ressonância magnética. O tratamento dos miomas pode ser clínico ou cirúrgico. Existem vários medicamentos para seu tratamento, com a finalidade de redução dos nódulos, regularização dos ciclos menstruais ou instalação de um estado de amenorreia (ausência de menstruação), viabilizando melhora clínica da paciente ou possibilitando o emprego de técnicas minimamente invasivas para o tratamento cirúrgico. As medicações mais efetivas são os análogos de GNRH. Os anticoncepcionais orais de baixa dosagem e os progestágenos também podem ser utilizados, por terem bom controle do ciclo e melhora clínica.

No Hospital Português estão disponíveis tratamentos minimamente invasivos e o que há de mais moderno nesse âmbito, principalmente, no que se refere à utilização da tecnologia. Novas técnicas, que exigem habilidades cirúrgicas, técnicas operatórias delicadas e material específico, com menor morbidade e menores índices de complicações, fazem parte da rotina da Instituição. Nas pacientes que desejam engravidar, os miomas podem ser tratados cirurgicamente, através da extirpação por Miomectomia. Este método pode ser aplicado por Histeroscopia, Laparoscopia ou Laparotomia. Uma alternativa à cirurgia é a Embolização da Artéria Uterina – procedimento endovascular realizado por radiologia intervencionista sob a supervisão do ginecologista. Esta técnica consiste no cateterismo seletivo das artérias que nutrem o mioma para obstrução do fluxo sanguíneo com micropartículas. Dessa forma, os miomas regridem e os sintomas da paciente melhoram.

Nas pacientes com prole constituída, pode-se optar pela histerectomia minimamente invasiva, que consiste na retirada do útero miomatoso pela via vaginal ou laparoscópica. As vantagens dessa técnica são: menor tempo cirúrgico, pós-operatório menos doloroso, menor tempo de internação e retorno mais rápido às atividades habituais.

Dr. José Carlos Monteiro, Médico cirurgião e líder do Serviço de Ginecologia do Hospital Português. 

Clique no link abaixo e leia a Revista Imagem Real de Fevereiro/18 completa:
http://www.hportugues.com.br/imprensa/revista-imagem-real 

       
ANAHP - Associação Nacional de Hospitais Privados ONA - Organização Nacional de Acreditação Creditação  Qmentum
   
Av. Princesa Isabel, 914, Barra Avenida, 40.140-901, Salvador, Bahia.
71 3203.5147 71 3203.5555 71 3203.3400 71 3203.5601