Notícias Fique por dentro das novidades e eventos

Perfil Profissional: Auxiliar e Técnico de Enfermagem — Hospital Português da Bahia

7 de agosto de 2004

Perfil Profissional: Auxiliar e Técnico de Enfermagem

07 August 2004

Perfil Profissional: Auxiliar e Técnico de EnfermagemEsses cuidados são necessários à assistência ao paciente, conforme plano prescrito pelo Enfermeiro, líder da assistência que delega funções incentivando, participando e integrando em busca da qualidade e humanização nos cuidados. Eles são os Auxiliares e Técnicos de Enfermagem, profissionais que fazem parte do dia-a-dia do atendimento aos pacientes. 

Com o objetivo de valorizar esses colaboradores, o Hospital Português irá realizar nos dias 16 e 17 de setembro o 1º Seminário de Técnicos e Auxiliares de Enfermagem, evento no qual serão abordados diversos temas relacionados à assistência de enfermagem através de pôster interativo, sessões, dramatizações, etc. Com o Seminário, o Hospital espera reunir profissionais de nível médio de enfermagem dos maiores hospitais de Salvador, no intuito de envolver e motivar a categoria a realizar outros eventos de cunho científico. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas a partir do dia 20 de agosto. O número de vagas é limitado. Mais informações e inscrições: (71) 203-5797.

Amor à Profissão

Para muitos profissionais, o amor ao trabalho e o ato de cuidar e lidar diretamente com os pacientes são fatores determinantes para continuarem na área. “Eu adoro o que faço. Trabalho por amor nesta vocação que abracei pois gosto de cuidar dos pacientes”, afirma o Auxiliar de Enfermagem Mariel Gonçalves de Souza,  63 anos. Em sua história de 39 anos de trabalho na Instituição fez muitos compadres e amigos, alguns deles ex-pacientes do Hospital. “Isso é muito gratificante”, completa Mariel.   

Ana Maria Araújo Lima, tem os dias sempre cheios. Além de trabalhar na Hemodiálise do Hospital Português e no setor de Nefrologia do Hospital Central Roberto Santos, faz duas faculdades – Letras e Fisioterapia. Entre os seus prazeres estão o contato com os pacientes e a poesia. “Vou me formar em Letras neste mês de agosto mas tenho tanto amor pela profissão de Auxiliar de Enfermagem que não pretendo abandoná-la. A “troca” com os pacientes é muito importante para mim”, explica Ana Maria que apresentou aos colegas durante o I Festival de Cultura e Arte os seus talentos com a língua escrita através de uma emocionante crônica sobre o dia-a-dia do paciente da hemodiálise e a relação deles com os funcionários do Setor.

Trabalhando há seis anos no HP, Ana Lúcia Pereira Lopes, divide seu tempo entre a profissão que, para ela, é um equilíbrio para o médico e o enfermeiro, e a poesia. “Gosto muito de escrever e de cuidar das pessoas. Por isso, apresentei no Festival um trabalho que une as duas coisas que mais gosto – uma poesia sobre a importância da enfermagem” .
Aos 50 anos de idade, Fernando de Jesus Teixeira, se sente realizado. Há 24  anos trabalhando como Auxiliar de Enfermagem, tem o Hospital Português como sua segunda casa. “Gosto mesmo do que faço, zelo pelo setor que trabalho, gosto de tudo organizado e ajudo os colegas. Em nossa profissão, é preciso muita atenção no cuidado com o paciente e ter muita segurança. Também é de grande importância o suporte que as Enfermeiras nos dão”, diz Fernando.

Cuidar é um ato de amor

Gosto mesmo do que faço, zelo pelo setor que trabalho, gosto de tudo organizado e ajudo os colegas. Em nossa profissão, é preciso muita atenção no cuidado com o paciente e ter muita segurança.” (Fernando Teixeira)