Notícias Fique por dentro das novidades e eventos

Artigo Científico: transplante de córnea — Hospital Português da Bahia

15 de novembro de 2004

Artigo Científico: transplante de córnea

15 November 2004

A córnea é um tecido transparente e avascular, localizado na face anterior do globo ocular, que tem um poder refrativo equivalente a uma lente de +43 dioptrias, através da qual passam os raios luminosos em direção à retina.

A córnea doada pode ser captada até 6 horas após a parada cardíaca ou a qualquer tempo no caso de morte cerebral atestada por pelo menos 2 neurologistas diferentes e comprovada por exame complementar. A doação só pode ser efetivada mediante autorização da família.

As indicações mais frequentes para a realização da ceratoplastia penetrante são ceratopatia bolhosa do pseudofácico, úlceras ou cicatrizes da córnea, ceratocone, infecções por herpes, distrofias corneanas, opacidades e queimaduras oculares. 

O pré-operatório deve ser cuidadoso no sentido de afastar outras patologias associadas que possam contribuir para a diminuição visual, tais como glaucoma, doenças da retina ou da mácula e catarata, dentre outras. No pós-operatório a recuperação visual é gradual e usualmente a visão final é alcançada em 12 meses, embora haja melhora da visão mesmo antes deste período. 

O transplante de córnea é atualmente uma cirurgia bastante segura, embora o seu sucesso dependa da técnica cirúrgica e do pós-operatório, pois faz-se necessário um cuidadoso acompanhamento, com remoção dos pontos no momento correto. Também é fundamental que uma possível rejeição seja imediatamente identificada e tratada como tal, para garantir uma boa qualidade visual e minimizar as possibilidades de uma possível reintervenção no futuro.

Dra. Alessandra Pinheiro Chaves, oftalmologista do Centro Médico Hospital Português