Notícias Fique por dentro das novidades

Implantada Comissão para Avaliar Uso Racional de Medicamentos — Hospital Português da Bahia

3 de dezembro de 2004

Implantada Comissão para Avaliar Uso Racional de Medicamentos

03 December 2004

Implantada Comissão para Avaliar Uso Racional de MedicamentosCom o intuito de assessorar a direção na implementação das políticas relacionadas à seleção, programação, prescrição, dispensação e uso racional de medicamentos, sua criação pretende aperfeiçoar continuamente a assistência terapêutica aos pacientes internados e ajudar a reduzir os custos do tratamento hospitalar.

A expectativa, ainda, é de que Comissão contribua no estabelecimento de políticas de aquisição e gestão de suprimentos hospitalares.

Presidida pelo Dr. Augusto Farias, vice-coordenador da Unidade de Terapia Intensiva do Hospital, a Comissão tem como princípios fundamentais garantir a adequação da prescrição, a qualidade e a indicação dos medicamentos para que o tratamento ao paciente internado seja realizado dentro da melhor relação custo, benefício e eficácia, levando em consideração ainda outros fatores, como a comodidade de administração.

Para a sua criação, além do decisivo apoio que recebeu da direção da Instituição, a Comissão foi recomendada ao Serviço de Farmácia pela equipe de consultores que está atuando no Hospital. O trabalho tem buscado identificar oportunidades de aperfeiçoamento dos processos de trabalho existentes e que serão sistematizados com o funcionamento futuro do programa de gestão, MedTrak.

A iniciativa é um marco para o Hospital Português, uma das instituições pioneiras no estado a formalizar uma comissão desta natureza. Segundo a farmacêutica Maria Lúcia Rodrigues, uma das consultoras do projeto, não há uma obrigação legal, no Brasil, para que as instituições de saúde instituam mecanismos de controle sobre farmácia e terapêutica. Existe, sim, uma recomendação do Ministério da Saúde e da Organização Mundial da Saúde, mas somente as instituições realmente interessadas em otimizar as relações de custo, benefício e eficácia do tratamento de seus Clientes estão investindo na implantação de comissões como esta.

De acordo com Dr. Augusto Farias, uma primeira reunião já foi realizada, quando foi aprovado o Estatuto, e até o final deste mês acontecerá o segundo encontro do grupo, quando serão estabelecidas as ações prioritárias e o calendário futuro.

Normativas

Dentre várias ações possíveis, a Comissão de Farmácia e Terapêutica do Hospital Português deverá padronizar seu arsenal terapêutico a partir de uma análise técnica dos medicamentos, levando em consideração eficiência, relação custo/ benefício, comodidade posológica e diversos outros fatores envolvidos na prescrição do tratamento. Também deve ser formado um fórum ético de discussão de prescrição.

A padronização de medicamentos merece destaque entre as normas que devem ser adotadas pela Comissão. Esta padronização será elaborada com a colaboração de médicos consultores de cada especialidade, seguindo critérios específicos já determinados.

Outra ação a ser desenvolvida é o acompanhamento das possíveis reações adversas causadas pelos medicamentos, a chamada farmacovigilância. Além disso, a Comissão deve adotar políticas sobre o uso de medicamentos importados e sobre os que ainda estão sob investigação.

Todo o corpo clínico será informado sobre esta normatização e terá acesso ao manual interno que será editado logo após a primeira revisão da padronização. Dessa forma, o Hospital terá protocolos para sugerir prescrições que podem representar uma maior segurança, já que a intenção é que, após o acompanhamento da Comissão, seja determinado um arsenal terapêutico mais completo, mais eficiente e mais equilibrado.

Integrantes da Comissão:

TITULAR SUPLENTE
Augusto M. de C. FariasPaulo Lisboa Bittencourt
Eron Garcia de Santana José Emanuel Correia
Francisco Benício MacêdoCristiane Ferreira
Isilda Mª. Queiroz Carreiro Verena Lia G. M. Cortizo
Kátia Cerqueira Maria Lucivânia S. Lima
Ledívia S. N. EspinheiraCarlos Wladimir S. Neco
Paulo Bittencourt Carlos M. de J. Ferreira
Rodolfo TeixeiraOctávio H. C. Messeder
Sandro Márcio F. ScarduaTatiana Mª. P. Nardeli
Vicente de AraújoFrancisco H. de O. Fontes
Zoraide CaribéJosé Ribeiro Passos