Notícias Fique por dentro das novidades e eventos

O joelho e toda a sua complexidade — Hospital Português da Bahia

27 de julho de 2005

O joelho e toda a sua complexidade

27 July 2005

O joelho e toda a sua complexidadeArticulação mais complexa do corpo humano, o joelho é composto por três ossos – fêmur, tíbia e patela -, meniscos, ligamentos estabilizadores, músculos, tendões e bursa.

Com toda essa responsabilidade e devido à sua localização, o joelho é uma estrutura muito susceptível. As doenças do joelho podem atingir pessoas de diversas faixas etárias e são causadas pelos mais diferentes fatores, a exemplo dos traumas esportivos, dos acidentes domésticos, das doenças orgânicas e degenerativas. Dentre esses fatores, são de grande importância as doenças degenerativas, sendo a de maior incidência a osteoartrite.

Na infância, por exemplo, há maior incidência das deformidades angulares no plano frontal, os chamados “joelhos juntos” ou “joelhos valgos” e “perna de alicate” ou “joelhos varos”. Na adolescência, prevalecem as doenças do crescimento, sendo as mais comuns a osteoartrite da tuberosidade anterior da tíbia e a condromalácia de rótula, ambas causadas, principalmente, pelo esforço excessivo durante a atividade física.

No caso dos adultos, as lesões mais frequentes decorrem dos traumas esportivos e são elas as cápsulo-meniscais-ligamentares do joelho. Essas lesões, se não tratadas, podem levar, com o passar do tempo, à artrose do joelho. A partir dos 40 anos, quando a cartilagem da rótula deixa de possuir espessura desejada, surgem as lesões degenerativas que levam à osteoartrite.

Tratamento

Hoje existe uma grande preocupação com as lesões de cartilagem no joelho, como a osteoartrite. Como a cartilagem não tem inervação nem circulação, o potencial de regeneração não existe. O tratamento se divide entre clínico e cirúrgico. O tratamento clínico é feito através das medicações e da viscosuplementação, que consiste em infiltrar certas substâncias para devolver as propriedades físico-químicas do líquido sinuvial com o objetivo de recuperar as articulações.

O cirúrgico inclui a artroscopia – que torna o tratamento de lesões degenerativas do joelho possível através da combinação de diversas técnicas cirúrgicas e é considerado um procedimento que minimiza a dor e o prejuízo funcional trazidos pela osteoartrite – e várias outras técnicas como o implante de próteses que hoje, graças aos avanços em relação ao design e à qualidade de material, representam excelente alternativa para pacientes a partir dos 50 anos, eliminando a dor e devolvendo ao paciente a possibilidade de locomoção.

Dicas de prevenção

  • Evite carregar objetos pesados
  • Evite caminhar excessivamente
  • Não caminhe em superfícies irregulares
  • Evite subir e descer escadas constantemente
  • Evite atividade que exija longa permanência em pé
  • Controle o peso
  • Evite atividades traumatizantes
  • Use sapatos adequados e confortáveis
  • Realize atividade física adequada