Notícias Fique por dentro das novidades e eventos

Neurofisiologia — Hospital Português da Bahia

12 de setembro de 2006

Neurofisiologia

12 September 2006

NeurofisiologiaO Serviço de Neurofisiologia do Hospital Português será reativado neste mês de setembro, no 5º andar, com a realização de exames voltados para o diagnóstico das doenças neurológicas.

Atendendo a pacientes internados e externos, serão oferecidos os exames de Eletroencefalograma digital com 32 canais (EEG), mapeamento cerebral, e Eletroneuromiografia (ENMG). Em breve, outras técnicas serão incorporadas, tais como os procedimentos de Potenciais Evocados Somato-Sensitivo.

A coordenação do Serviço será da Dra. Daniela Morange, especialista em Eletrencefalograma e em Eletroneuromiografia pela Sociedade Brasileira de Neurofisiologia Clínica (SBNC) e pós-graduada na França no diagnóstico e tratamento das Epilepsias, com experiência em diagnósticos de doenças medulares e de nervos periféricos. Dra. Daniela é a atual presidente do Capítulo da Bahia da SBNC.

Procedimentos oferecidos

O Eletroencefalograma trata-se de um método de análise dinâmica de grande importância para o diagnóstico das epilepsias, demências, encefalites e outras doenças cerebrais. Este método avançado pode ser utilizado em exames de rotina em vigília, como também exames prolongados durante o sono espontâneo e registros de crises.

Já o exame de Eletroneuromiografia permite uma análise dos nervos periféricos e nervos cranianos, diagnosticando doenças congênitas ou adquiridas, tais como as Lesões por Esforço Repetitivo (LER), Distúrbios Osteomusculares Relacionados ao Trabalho (DORT) e neuropatias.
Exame primordial ao diagnóstico das miopatias e doenças do neurônio motor (Esclerose Lateral Amiotrofica), e auxiliar a análise do comprometimento muscular secundário a patologias da coluna (Hérnias Discais).

Doenças neurológicas

Entre as doenças mais freqüentes na área estão a cefaléia (dor de cabeça), a Epilepsia e os Acidentes Vasculares Encefálicos (AVE), também conhecidos como derrame, são a maior causa de morbidade (capacidade de causar doenças) e mortalidade, estando atrás apenas do câncer e das doenças cardiovasculares.

A epilepsia pode se manifestar na infância de uma maneira sutil como crises de ausência, esparmos, movimentos repentinos das mãos e pernas. Esses desarranjos cerebrais podem prejudicar a atenção, o rendimento escolar, e quando não são tratados, levam a crises recorrentes. Já na fase adulta, as crises epilépticas são geralmente conseqüência de um AVC, tumor ou processos infecciosos, onde o EEG realiza o diagnóstico.  

Outros Métodos

Na área da Neurologia, o Hospital Português já disponibiliza a Estereotaxia Guiada por Computador, um procedimento realizado, principalmente, para o diagnóstico de doenças degenerativas e tumores (biópsias), tratamento de tumores através de implantes de material radioativo (Braquiterapia), irradiação localizada (Radiocirurgia), esvaziamento de tumores císticos, neurocirurgia funcional para Doença de Parkinson.

O serviço contará em breve com outras técnicas como potenciais evocados somato-sensitivo que diagnostica doenças medulares e  potenciais evocados auditivo e visual que permitem a investigaçao funcional a nível de tronco cerebral e via optica, respectivamente.

Outros Recursos na Especialidade

O Hospital Português é um centro de referência na assistência a pacientes neurológicos. Dentre os serviços voltados a estes pacientes, destacam-se a Radiologia, Medicina Nuclear, Bioimagem, os procedimentos minimamente invasivos, possibilitados através da Hemodinâmica, os avançados recursos para a neurocirurgia, tal como a Estereotaxia Guiada por Computador e o Aparelho de Aspiração Ultrassônica.

Ao mesmo tempo, a Unidade de Tratamento Intensivo está situada entre uma das mais respeitadas nacional e internacionalmente, na assistência aos pacientes neurológicos críticos. Exemplo disso foi o reconhecimento de um dos seus trabalhos científicos como o melhor na área de Neurointensivismo, dentre cerca de 890 estudos participantes do 35o  Congresso da Sociedade Americana de Medicina Intensiva, realizado em San Francisco, nos Estados Unidos, um dos mais tradicionais e respeitados eventos da especialidade.