Notícias Fique por dentro das novidades e eventos

Estrutura para a pesquisa — Hospital Português da Bahia

1 de outubro de 2006

Estrutura para a pesquisa

01 October 2006

Para os especialistas, o Brasil vem avançando na participação de pesquisas clínicas voltadas para o desenvolvimento de novos fármacos. Universidades e hospitais com equipamentos de última geração, corpo clínico especializado e leis bem definidas têm atraído cada vez mais os investimentos de laboratórios multinacionais e colocou o Brasil na rota do desenvolvimento de novas drogas, técnicas e materiais.

A qualidade na condução dos estudos clínicos dá ao nosso país credibilidade e o impulsiona a investir na abertura de novas empresas e centros de pesquisa.  Neste contexto, Hospital Português já é reconhecido como uma das principais instituições pesquisadoras da região.

Criado em 1998, o Centro de Estudos Profº Dr. Egas Moniz (CEPEM) é coordenado pelo Dr. Rodolfo Teixeira e tem o objetivo de estimular as atividades em Ensino e Pesquisa, papel esse estabelecido na missão do Hospital Português e um importante espaço para a classe médica baiana.

As pesquisas realizadas por médicos do Hospital Português são divididas em duas categorias. As internas são originadas de estudos feitos por profissionais do corpo clínico do Hospital com a finalidade de divulgação em congressos e publicações científicas.

As multicêntricas são realizadas a partir de um convite ao médico feito por laboratórios multinacionais com o objetivo de testar novas medicações.

Todas as pesquisas são acompanhadas pelo Comitê de Ética em Pesquisa do Hospital Português (CEP), sendo que as multicêntricas também necessitam de aprovação da Comissão Nacional de Ética em Pesquisa (CONEP).

O CEP é composto por 15 membros, atualmente sob a coordenação do cardiologista Marcelo Teixeira, e acompanha todas as pesquisas que só neste ano somam 39 (ver tabela). “O Hospital Português é convidado com freqüência para o desenvolvimento destas pesquisas cientificas no âmbito nacional e internacional, fazendo parte de um seleto grupo de hospitais”, ressalta Dr. Marcelo.