Notícias Fique por dentro das novidades e eventos

Evento reúne especialistas de prestígio — Hospital Português da Bahia

27 de março de 2007

Evento reúne especialistas de prestígio

27 March 2007

O II Simpósio Internacional de Medicina Intensiva em Gastroenterologia e Hepatologia será realizado, de 28 de março a 02 de abril, no Hotel Mercure, em Salvador, reunindo na capital baiana especialistas de prestígio no Brasil e no exterior. A Segunda edição do evento, que é promovido a cada dois anos pela Unidade de Gastroenterologia e Hepatologia (UGH) do Hospital Português, estava prevista para ocorrer no ano passado, mas foi adiada para coincidir com as comemorações do Sesquicentenário.

A abertura e o encerramento do evento, cujo tema é “Controvérsias em Gastroenterologia e Hepatologia”, acontecerão no Auditório Adélia Carvalho, no Centro Médico da Instituição. Com iniciativas como essa, a Unidade pretende estimular a educação médica continuada. “É uma área onde o conhecimento muda muito rapidamente”, afirma Dr. Paulo Lisboa, coordenador da UGH. O time de palestrantes contará com a participação de profissionais de renome internacional, como o norte-americano Stephen Caldwell e os espanhóis Jaume Bosch e Monica Guevara. A expectativa é reunir 350 congressistas.

O objetivo do simpósio é proporcionar uma ampla discussão sobre os aspectos mais controversos da assistência do paciente crítico, atualizando os médicos sobre o manejo das principais doenças gastrointestinais desse paciente e promovendo debates sobre as condutas polêmicas relacionadas ao emprego de novas intervenções terapêuticas, disponíveis para o manejo de hemorragia  digestiva, abdômen agudo, insuficiência hepática aguda e crônica e para a assistência pré e pós-operatória do transplante hepático. De acordo com o Dr. Paulo Lisboa, “os temas suscitam controvérsias e abordam questões de interface entre diferentes especialidades”.

O principal enfoque é dado aos  cuidados peri-operatórios da cirurgia abdominal de grande porte, visando a utilização de melhores estratégias para a prevenção da síndrome da resposta inflamatória sistêmica e a disfunção orgânica pós-operatórias, que apresentam impacto significante na morbimortalidade dos pacientes, aumentando a procura por leitos das UTIs e onerando os custos dos setores público e privado com saúde. 

Na atualidade, o incremento do número de pacientes em lista de espera para transplante de fígado tem ampliado consideravelmente a  quantidade de pacientes cirróticos hospitalizados. “As principais complicações associadas à descompensação da cirrose e mesmo ao pós-operatório do transplante de fígado requerem cuidados e tratamentos intensivos especializados, que ainda não foram sistematizados nas principais unidades de terapia intensiva do Brasil”, revela Dr. Paulo Lisboa. Por isso, a realização de eventos que promovam a atualização dos  profissionais de saúde que atuam nessa área é fundamental.

A segunda edição do Simpósio Internacional de Medicina Intensiva em Gastroenterologia e Hepatologia terá duas novidades. A primeira é o curso pré-simpósio,  Cuidados Intensivos em Gastroenterologia e Hepatologia”, dia 29 de março, onde as principais normas de conduta propostas por Sociedades Nacionais e Internacionais serão discutidas, de forma multidisciplinar, por experts locais e nacionais, representantes da Federação Brasileira de Gastroenterologia,  Sociedade Brasileira de Hepatologia, Associação de Medicina Intensiva do Brasil, Colégio Brasileiro de Cirurgiões e Sociedade Brasileira de Cirurgia Laparoscópica.

O curso é dividido em módulos teóricos, seguidos pela discussão de casos clínicos, com intuito de promover a participação da audiência e a aplicação dos conhecimentos teóricos, baseados nas melhores  evidências científicas para a prática médica na beira do leito. As dúvidas ou temas de maior controvérsia serão apresentados por colaboradores da UGH, sob a forma de algoritmos e de casos clínicos, sendo posteriormente discutidos por debatedores do Brasil e do exterior, escolhidos pela comissão científica.

Haverá, entre os palestrantes, debates sobre a forma de perguntas, sobretudo, o que cada profissional de saúde gostaria de saber e nunca teve a oportunidade de questionar, acerca das controvérsias em cuidados intensivos em  gastroenterologia e hepatologia. Haverá maior interação com a platéia, que poderá participar ativamente das discussões. Todos os interessados serão incentivados a enviar dúvidas ao endereço eletrônico (cientifico@st-eventos.com.br), para posterior apresentação e discussão com os especialistas convidados.

No dia 31 de março, ocorrerá o evento satélite Nutrigastro, sobre nutrição e cirurgia, com duração de 4 horas. Os congressistas interessados em realizar visitas monitoradas à UGH poderão fazê-lo no dia 31 de março e 1º de  abril. No dia 2 de abril, acontecerá o último evento satélite: II Simpósio de Enfermagem em Terapia Intensiva em Gastroenterologia e Hepatologia. O  evento conta com o apoio das principais sociedades de especialidade, a  exemplo da Federação Brasileira de Gastroenterologia, a Sociedade Brasileira  de Hepatologia, o Colégio Brasileiro de Cirurgiões, a Associação de Medicina Intensiva do Brasil e a Sociedade Brasileira de Nutrição Parenteral e Enteral.

Acesse aqui a programação do evento na íntegra. As inscrições podem ser feitas na ST-Eventos. Endereço: Rua Baependi, 162 – Ondina CEP.: 40170-070 – Salvador – Bahia. Tels: 2107-9682 / 2107-9683 / 2107- 9666, fax:(71) 2107-9685, e-mail:
(secretaria@st-eventos.com.br).

Perfil –  A UGH do Hospital Português é uma unidade especializada no atendimento a portadores de doenças gastrointestinais agudas ou crônicas, que requeiram cuidados intensivos e semi-intensivos. A moderna infra-estrutura agrega 18 leitos de UTI, Unidade de sobreaviso, especializada em gastroenterologia e hepatologia, Serviço de endoscopia digestiva e eletrofisiologia. Presta assistência integral aos pacientes com diagnóstico de hemorragia digestiva alta e baixa, hepatopatias agudas e crônicas descompensadas, abdômen agudo inflamatório, obstrutivo e vascular e a pacientes em pós-operatório de cirurgia abdominal de médio e grande porte.

A Unidade presta ainda apoio ao programa de Transplante de Fígado do Hospital Português, no acompanhamento pós-operatório dos pacientes submetidos ao transplante hepático. O programa foi pioneiro na Bahia e já realizou 43 procedimentos, com sobrevida cumulativa de 70%, semelhante à observada nos principais centros de transplantes de fígado do país.

Como parte de um programa de educação médica continuada, a UGH realiza sessões periódicaspara atualização e elaboração de normas de condutas médicas, além de encontros, a cada dois anos, reunindo especialistas nas áreas de terapia intensiva, gastroenterologia e hepatologia. A UGH desenvolve projetos de pesquisa integrados ao Centro de Estudo Professor Egas Moniz (CEPEM), do Hospital Português, e ao Curso de Pós-Graduação em Medicina e Saúde, da  Universidade Federal da Bahia (UFBA), e possui programa próprio de  internato, em parceria com o CEPEM, desde 2004.

A UGH conta atualmente com quadro de pessoal constituído por cinco  escriturários, 24 auxiliares de enfermagem, 19 enfermeiros – uma coordenação  própria de enfermagem – e dois fisioterapeutas, com atenção voltada para o  cuidado ao paciente portador de doenças gastrointestinais. A fim de proporcionar atendimento especializado e de alta complexidade, a unidade dispõe de oito médicos plantonistas gastroenterologistas e oito intensivistas, todos com residência médica e/ou título de especialista na área de atuação, um vice-coordenador, com título de especialista em cirurgia geral, terapia intensiva e nutrologia, e um coordenador, especialista em gastroenterologia, hepatologia e endoscopia digestiva.