Notícias Fique por dentro das novidades e eventos

‘Luz da Esperança’ na luta contra linfomas e leucemia — Hospital Português da Bahia

27 de março de 2007

‘Luz da Esperança’ na luta contra linfomas e leucemia

27 March 2007

Pioneiro na realização de transplante de medula óssea na Bahia, o Hospital Português foi presenteado com um dos 400 painéis confeccionados durante a campanha do “Dia Mundial de Conscientização sobre Linfomas”, promovida pela Associação Brasileira de Linfoma e Leucemia (Abrale), em setembro do ano passado.

Confeccionada de acordo com o tema “Luz da Esperança”, a tela tem 5m x 2m  e traz, ao centro, a logomarca da Coalizão Linfoma, organização mundial sem fins lucrativos, representada no Brasil pela Abrale. A homenagem reconhece a excelência da Instituição no tratamento de linfomas, através do transplante de medula óssea, e tem o propósito de intensificar o combate à doença.

Paciente integrante da Abrale, Elian Cidreira afirma que a ONG escolheu a Instituição devido à qualidade dos serviços prestados. “O Hospital tem sido um parceiro importante, disponibilizando bom tratamento. Nos sentimos colhidos e damos valor a isso”, diz. Mensalmente, o Hospital viabiliza cerca de três transplantes de medula óssea, o que representa aproximadamente 80% dos transplantes realizados pelo Sistema Único de Saúde. O transplante de medula óssea é a alternativa para os casos mais avançados de linfoma e leucemia, quando a radioterapia e a quimioterapia não são suficientes.

No caso do linfoma de Hodgkin, por exemplo, 80% dos pacientes são curados pela quimioterapia. Em crianças, chega-se a quase 90% de cura de leucemia aguda, apenas com a quimioterapia. No entanto, esse índice em pacientes adultos leucêmicos é de aproximadamente 20%, nos casos das leucemias agudas, e de até 80% nas crônicas. “Os que estão fora dessas estatísticas  precisam do transplante”, afirma o hematologista Ronald Pallotta, membro do comitê científico da Abrale e coordenador da Unidade de Transplante de Medula Óssea do Hospital Português. 

O Hospital inaugurou, em 2001, a Unidade de Transplante de Medula Óssea (UTMO), serviço único no estado, que está envolvida em pesquisas nacionais  e internacionais, possuindo um extenso currículo em procedimentos  realizados, parcerias firmadas e resultados alcançados.