Notícias Fique por dentro das novidades e eventos

Hospital Português é referência em transplantes — Hospital Português da Bahia

25 de abril de 2009

Hospital Português é referência em transplantes

25 April 2009

Hospital Português é referência em transplantesPara muitas pessoas, o transplante de órgãos é a única chance de se manter vivo. O sucesso do procedimento é responsável por acabar com a angústia e devolver a alegria de pacientes e familiares, além de elevar substancialmente a qualidade de vida do paciente. Referência na área de transplantes de órgãos e uma das poucas instituições a realizar o procedimento na Bahia, o Hospital Português vem contribuindo, de forma fundamental, para elevar o número de beneficiados no Estado. Somente de rim, o HP já contabiliza 387 transplantes realizados, enquanto de fígado, já ultrapassou a marca de 100.

Pioneiro na Bahia em transplante de medula óssea, córnea, rim, fígado e coração, o Hospital Português foi responsável pelo primeiro transplante de órgão sólido (rim) realizado na Bahia, em 1980. O coordenador da Equipe de Transplante de Rim do Hospital Português, dr. Ivo Coelho, destaca que a Instituição investe constantemente no Programa de Transplante Renal, com a aquisição de equipamentos de última geração e modernização das instalações. O Serviço de hemodiálise (método mais usado como terapia renal substitutiva, enquanto o paciente aguarda o transplante) atualmente conta com 35 máquinas (30 de hemodiálise, 3 de hemofiltração contínua e 2 de diálise peritonial). “Uma das maiores razões para o sucesso dos transplantes renais no HP é a experiência, competência e zelo da equipe empenhada, desde o primeiro transplante, em reproduzir na Bahia os resultados dos melhores centros do mundo. Registramos um índice de sobrevida, para cinco anos, acima dos 80%”, frisa o especialista.

À frente da Equipe de Transplante de Rim do HP há quase três décadas, dr. Ivo Coelho avalia que o grande avanço na área, ao longo desses anos, é a conscientização maior da população em relação à importância da doação de órgãos e, consequentemente, o crescimento constante do número de doadores falecidos.

Em 2001, o Hospital Português implantou a primeira Unidade de Transplante Hepático da Bahia. Diretamente ligado à Unidade de Gastroenterologia e Hepatologia (UGH), o Serviço de Transplante de Fígado do HP conta com uma equipe multidisciplinar altamente qualificada, que passou por treinamento especial na Unidade de Fígado e Cirurgia Hepatobiliar do Queen Elisabeth Hospital, na cidade de Birmingham, Inglaterra, referência nesta área em todo o mundo.

O coordenador da Equipe de Transplante de Fígado do Hospital Português, dr. Jorge Bastos, ressalta que a Instituição vem, cada vez mais, aperfeiçoando a técnica cirúrgica do transplante hepático. “Atualmente registramos uma duração média de cinco horas de cirurgia, um dos melhores tempos do mundo. Com isso, também reduzimos a necessidade de transfusão de sangue para o paciente”, declara Bastos, acrescentando que a cirrose é a doença que mais provoca a necessidade de transplante de fígado.
O Serviço de Transplante de Fígado do HP também apresenta índices de sobrevida excelentes, em torno de 82%, superiores à média observada em outros centros de referência, no país e até no exterior (o índice nacional atual é de 76%).

O Hospital Português também oferece total estrutura física e de equipamentos de última geração para o transplante de córnea. Desde 1985 incluiu essa prática no seu Programa de Transplantes. Atualmente realizando transplantes de fígado, rim e córnea, a Instituição vem exercendo papel fundamental na redução das filas de espera por transplante de órgãos na Bahia, inclusive entre a população carente, através do SUS.