Notícias Fique por dentro das novidades

Beber pouca água aumenta incidência de cálculo renal no verão — Hospital Português da Bahia

23 de janeiro de 2014

Beber pouca água aumenta incidência de cálculo renal no verão

23 January 2014

A correria do dia a dia que impede hábitos saudáveis à mesa, levando muita gente a optar por alimentos industrializados, com o uso indiscriminado de sal e combinado com a baixa ingestão de líquidos, está provocando um aumento nos casos de cálculo renal, sobretudo no verão. 

Um sinal indicativo de que a pessoa pode estar com a formação do cálculo é a tonalidade da urina, que deve ser sempre clara. Caso a coloração seja um amarelo mais forte, a urina está concentrada e isso facilita o surgimento das pedrinhas. 

Porém, quando os cálculos atingem um centímetro ou mais, normalmente há o indicativo de tratamento. É um estágio da doença em que paciente pode passar por uma experiência bem desagradável. A pedra entope o canal de drenagem do rim para a bexiga e o principal sintoma é uma cólica muito forte.

Entre as dicas repassadas pelos especialistas está a redução do consumo de sal, que pode ser compensada por meio de ervas naturais como salsinha, cebolinha e orégano, que acentuam o sabor dos alimentos. Os especialistas lembram que o uso de chás indicados pela crença popular para esses casos, não fazem milagres. O benefício não provém da substância e sim da ingestão do líquido. 

Entre as pessoas mais suscetíveis a ter problemas de cálculo renal estão os obesos, por apresentar mais cálcio e ácido úrico na urina. Quem consome frutos do mar e proteína em excesso, como a carne vermelha, também possui grandes chances de desenvolver as pedras.

 

Fonte: EBC

Edição: Hospital Português