Notícias Fique por dentro das novidades e eventos

HP inaugura novo Laboratório do Sono — Hospital Português da Bahia

2 de junho de 2014

HP inaugura novo Laboratório do Sono

02 June 2014

Os números da Associação Brasileira do Sono – ABS são alarmantes. Mais de 35 milhões de brasileiros possuem algum tipo de distúrbio do sono. Entre os baianos não é diferente. As horas mal dormidas acarretam diminuição significativa da qualidade de vida, associada à dificuldade de concentração, irritabilidade, sonolência, lapsos de memória, desatenção, cansaço e redução da capacidade produtiva. “A vida cotidiana tem privado cada vez mais pessoas da possibilidade de relaxar completamente durante o sono. Hoje, é comum alguém dormir e manter alto nível de atividade cerebral, porque não consegue se ‘desligar’ dos pensamentos, o que impossibilita um sono restaurador”, observa Dr. Francisco Hora, coordenador do Laboratório do Sono do Hospital Português – serviço que acaba de ser totalmente modernizado, tornando-se um dos maiores e mais bem equipados do país nesta área. Tendo a capacidade de atendimento ampliada com a oferta de novos leitos, o espaço é uma referência na prestação de diagnóstico e tratamento completo para insônia e outras disfunções do sono, oferecendo: equipe treinada e experiente, aparelhagem moderna para monitoração multiparamétrica do sono, e suítes individuais e climatizadas que proporcionam as condições ideais para o repouso e conforto do paciente.

POLISSONOGRAFIA: DIAGNÓSTICO PRECISO
Através da Polissonografia – exame considerado padrão ouro no diagnóstico de doenças associadas ao sono – o Laboratório do Sono do HP possibilita a identificação precisa dos fatores que interferem na qualidade do repouso e o tratamento mais efetivo para cada paciente. Além da insônia, o exame se mostra eficaz na investigação de mais de 70 tipos de patologias relacionadas ao sono, tais como a apneia obstrutiva que afeta a musculatura da laringe e causa interrupções breves e repetidas na respiração durante o repouso, além de ronco alto, engasgos e sufocamento. A apneia pode levar ao infarto, AVC – Acidente Vascular Cerebral e à perda da memória, quando não tratada. Quem apresenta distúrbios do sono também está sujeito ao estresse e maior ganho de peso, devido ao desequilíbrio
nas taxas do hormônio cortisol (que estimula a fome e torna o metabolismo mais lento). Segundo especialistas, ao deixar de vivenciar as cinco fases do sono, responsáveis por assegurar um descanso reparador, abre-se uma porta de entrada para uma série de problemas físicos, psíquicos e emocionais. “A privação frequente de sono impede o exercício de funções sistêmicas e regenerativas comumente
experimentadas por quem dorme. O sono atua na preservação do sistema nervoso, na regulação do peso, dos níveis glicêmicos, da pressão arterial, na produção de anticorpos”, observa Dr. Francisco Hora.
O exame é realizado a noite, por no mínimo 6 horas. Nesse período, o paciente é monitorado por sensores fixados sobre a pele, conectados a computadores. O acompanhamento proporciona registro simultâneo de múltiplas variáveis fisiológicas durante o sono: posição do corpo, movimento dos olhos (eletrooculograma), atividade elétrica cerebral (eletro-encefalograma), atividade dos músculos (eletromiograma), oxigenação do sangue (oximetria), fluxo e esforço respiratório, frequência cardíaca e ronco. “A partir da avaliação desses fatores, o médico pode tecer um diagnóstico preciso dos aspectos que prejudicam o sono do paciente, potencializando as chances de sucesso do tratamento”.
SERVIÇO:
O quê? Inauguração do Laboratório do Sono do Hospital Português.
Quando? Terça-feira, 10 de junho, às 17h.
Onde? Laboratório do Sono, no 2º andar do Hospital.