Notícias Fique por dentro das novidades e eventos

Amamentação correta — Hospital Português da Bahia

8 de agosto de 2014

Amamentação correta

08 August 2014

O leite materno possui todos os nutrientes necessários para o bom desenvolvimento infantil, sendo considerado suficiente para promover a nutrição completa do bebê. Os especialistas no assunto, a Organização Mundial de Saúde e o Ministério da Saúde recomendam que a criança receba esse alimento de forma exclusiva nos seis primeiros meses de vida. Comprovadamente eficaz no combate à desnutrição, anemia e mortalidade infantil, o leite materno é também um importante aliado na prevenção de cólicas, obesidade, infecções, colesterol alto, diabetes, alergias, entre outros problemas de saúde em crianças. Na mulher, o ato de amamentar promove redução de peso, prevenção de hemorragias no pós-parto, diminuição do risco de câncer de mama e ovário, maior interação entre mãe e filho, entre outros benefícios. Por tudo isso, a enfermeira chefe da Maternidade Santamaria do Hospital Português, Karen Carvalho, ensina como amamentar corretamente, para que mãe e filho desfrutem plenamente desse momento especial. Confira!

Posição confortável

A melhor posição para amamentar é a que deixa mamãe e bebê confortáveis – costas, pernas e pés bem apoiados, sem sobrecargas. O bebê deve ir até a mama e não o contrário. Direcione o rosto dele na altura do seio; com o braço, apoie a cabeça do neném na dobra do cotovelo e sustente o bumbum com a mão. Cabeça e coluna devem estar alinhadas, evitando que o pescoço fique torcido. A barriguinha deve encostar totalmente na da mãe. O bebê também pode mamar deitado de lado, na posição invertida (com o corpo sob a axila da mãe) ou na posição de cavaleiro (sentado na perna da mãe).

Pega correta

Essa parte é fundamental para o sucesso da amamentação. A pega errada provoca dor e fissura no mamilo porque o bebê precisa fazer força para sugar o leite. Evite esse transtorno esperando o bebê abrir bem a boca para mamar. Estimule o reflexo de procura, passando o mamilo no cantinho da boca e encaixe a mama de modo que abocanhe o mamilo e a maior parte da aréola – área escura do mamilo. Se doer, corrija a pega colocando o dedo mínimo no cantinho da boca do bebê, retire-o do seio e recomece o processo. A bochecha deve estar redondinha – sem covas e, ao sugar, não deve ouvir “estalos”. Esses cuidados melhoram a sucção do leite, evitam dor para a mulher e promovem uma amamentação eficaz.

Amamentando

Escolha um local calmo e confortável para amamentar. Antes de começar, sempre esvazie um pouco a aréola para que fique flexível, fazendo massagens com os dedos em movimentos circulares; passe um pouco de leite no mamilo para hidratar. Comece pela última mama que foi ofertada e demore o tempo que o bebê desejar. Para dar sustentação e manter as mamas em posição anatômica, use sutiãs confortáveis, sem aros e com alças largas e reguláveis. Evite mamadeiras, bicos e chupetas nas primeiras semanas de vida do bebê, para que ele não confunda os bicos e evite o seio. Aumente os laços entre vocês cantando ou conversando baixinho durante a amamentação. O papai também participa, ajudando na acomodação do bebê no peito e oferecendo carinho.