Notícias Fique por dentro das novidades e eventos

Gastrite — Hospital Português da Bahia

5 de janeiro de 2015

Gastrite

05 January 2015

Azia, dor no estômago e queimação. Esse conjunto de fatores que faz muita gente correr para a farmácia mais próxima, pode esconder uma doença perigosa. A gastrite é uma inflamação (aguda ou crônica) que acomete a mucosa estomacal causando grande desconforto e dor intensa. A doença pode ter origem no consumo excessivo de bebidas alcoólicas, fumo, uso contínuo de antiinflamatórios e má alimentação ou ser causada pela bactéria Helicobacter pylori, popularmente conhecida como H.pylori – acredita-se que 80% dos brasileiros tiveram contato com esse microorganismo ao longo da vida. Para ter certeza do agente causador da doença, o exame de endoscopia é fundamental, além da avaliação detalhada de um especialista. Para falar sobre esse assunto, entrevistamos o Dr. Durval Rosa, Médico do Serviço de Endoscopia Digestiva do Hospital Português e Atual Presidente da Sociedade Brasileira de Endoscopia Digestiva – Capítulo Bahia, que elencou quais medidas o paciente deve tomar para não se tornar mais uma vítima da gastrite e explicou que o sucesso do tratamento depende fundamentalmente de uma mudança de costumes.

Estudos mostram que o surgimento da gastrite na maioria das vezes está associado aos hábitos alimentares e estilo de vida. Que situações devem ser evitadas?

Podemos considerar a gastrite como um reflexo das nossas atitudes durante a alimentação ou do estilo de vida que levamos. A presença de uma refeição apressada, com alimentos inadequados pode contribuir para o surgimento dos sintomas. Da mesma forma, a ingesta de álcool, o tabagismo, o uso indiscriminado de certos medicamentos, além do estresse, podem piorar um quadro que já está instalado.

E quais atitudes ajudam prevenir o problema?

Seguindo o mesmo raciocínio anterior, devemos tentar desenvolver hábitos de vida saudáveis. Iniciar com frutas e fibras no café da manhã, se alimentar com pequenos lanches nos intervalos das refeições, reduzir a ingesta calórica, aumentar a ingesta de verduras e legumes, evitar jantares demasiadamente tarde e com alimentos de difícil digestão. Também evitar alimentos industrializados ou excessivamente condimentados, realizar atividades físicas regulares e abolir o tabagismo.

Qual a recomendação para quem já sofre com os sintomas?

Uma vez que já existam os sintomas, o paciente deve melhorar seus hábitos de vida enquanto programa sua avaliação com um médico, preferencialmente, um gastroenterologista.

É possível curar a gastrite? Quais tratamentos estão disponíveis no HP?

Existem várias causas para o aparecimento da gastrite. Uma vez identificada a origem, fica mais fácil o sucesso no tratamento e o seu adequado controle. A gastrite causada pela bactéria H.pylori será tratada com a erradicação deste agente com antibióticos; àquelas relacionadas ao uso de antiinflamatórios, receberão medicação apropriada e os outros tipos de gastrites se resolverão com mudanças de hábitos de vida. No Hospital Português temos uma equipe de gastroenterologistas bastante atualizada, que quando necessário, utilizará de ferramentas diagnósticas como a endoscopia digestiva alta, proporcionando avaliação da mucosa gástrica, investigação adicional de outras patologias, como úlceras, e coleta de material para biópsias.

Como deve ser o acompanhamento desses pacientes?

O acompanhamento destes pacientes deve ser feito pelo gastroenterologista, que identificará a frequência das revisões e a necessidade de exames complementares além da efetividade das medicações prescritas, a ocorrência de algum efeito colateral e o sucesso do tratamento. Enfatizo que a adoção de hábitos saudáveis é parte fundamental do tratamento e será também acompanhada pelo gastroenterologista.