Notícias Fique por dentro das novidades e eventos

Redobrando o olhar para o paciente — Hospital Português da Bahia

8 de abril de 2015

Redobrando o olhar para o paciente

08 April 2015

Após lançar a campanha “Todos juntos pelo mesmo ideal”, em 2014, que marcou o começo da busca por padrões de qualidade internacionalmente reconhecidos, o Hospital Português tem fortalecido a atenção dos seus profissionais na prática da assistência através do lema REDOBRANDO O OLHAR PARA O PACIENTE. O slogan é uma livre adaptação da sigla ROP (extraída da expressão Required Organizational Pratices, que significa Prática Organizacional Exigida) e uma forma de chamar a atenção das equipes para o principal objetivo da Acreditação Internacional Qmentum: elevar a segurança do paciente no ambiente hospitalar. “Esta certificação é um novo desafio para todos nós. Estamos reciclando conhecimentos por meio de treinamentos que visam adequar nossas metodologias de trabalho a este padrão de qualidade, que é mundial. Com esta campanha queremos estimular a atuação integrada das áreas, mostrar que o esforço coletivo é para alcançar um único resultado, a segurança do paciente”, explica a assessora de Qualidade do HP, Milena Torres.

Neste novo momento do HP, em que todos os olhares se direcionam para o melhor acolhimento do paciente, diversas estratégias estão sendo empregadas pela Instituição para aumentar o envolvimento dos seus colaboradores. Uma delas é a criação de guias de conduta específicos para cada tema enfocado na Política de Segurança do HP, como a Identificação do Paciente. “Identificar o paciente de forma correta é uma prática elementar para qualquer instituição de saúde. O que estamos fazendo é aprimorar essa conduta, adequá-la aos padrões de qualidade internacionalmente reconhecidos e disponibilizá-la em forma de um guia impresso durante os treinamentos”, destaca o gerente técnico do HP, Dr. Mário de Seixas Rocha. No documento, os profissionais são informados, por exemplo, da necessidade de confirmar a identificação do paciente antes de qualquer procedimento e em toda linha do cuidado, para garantir a segurança do paciente, do colaborador e da própria Instituição.

Além disso, o documento determina que todos os métodos de identificação do paciente no HP, quer seja pulseira de identificação, crachá, documento oficial com foto ou etiqueta, contenham dados mínimos obrigatórios – nome completo e data de nascimento. Tais métodos visam garantir que o serviço a ser prestado (medicamentos, sangue ou hemoderivados, exames, cirurgias e tratamentos) seja destinado ao indivíduo certo. Para melhorar os processos internos, outra prática enfocada pelas equipes do Hospital é a Notificação de Eventos Sentinelas, isto é, qualquer evento imprevisto que possa resultar em dano para os clientes internos ou externos da Instituição, conforme definição da ANVISA. Buscando orientar a padronização de condutas para notificação e tratamento dessas situações, médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem, fisioterapeutas, nutricionistas, fonoaudiólogos, psicólogos clínicos, dentre outros profissionais envolvidos no cuidado do paciente estão participando de treinamentos específicos e obtendo o guia de conduta para Notificação de Eventos. Assim, o Hospital busca prevenir a ocorrência de erros e incidentes lesivos aos pacientes, e reduzir o risco de danos desnecessários associados aos cuidados de saúde.