Notícias Fique por dentro das novidades

Sobe número de infecções por HIV no Brasil — Hospital Português da Bahia

31 de julho de 2015

Sobe número de infecções por HIV no Brasil

31 July 2015

No que se refere à redução do número de novos casos de infecção pelo vírus HIV, causador da AIDS, hoje, o Brasil segue na contramão do cenário mundial. Segundo relatório divulgado pelo Programa Conjunto da Organização das Nações Unidas sobre HIV/AIDS – UNAIDS, o índice de novos casos da doença registrados no país subiu 11% de 2005 a 2013, sobretudo, entre os mais jovens. A tendência contraria os números globais, que apresentaram queda de 27,5% no mesmo período.

Os resultados da pesquisa são ainda mais alarmantes quando feito um recorte na população, considerando brasileiros com idades entre 15 e 19 anos. Esse público teve um aumento de 53% no contágio por HIV, entre os anos de 2004 e 2013. O dado contrasta com o avanço obtido no país com a redução da taxa de mortalidade entre portadores do vírus. O infectologista do Hospital Português, Dr. Alessandro Farias faz um alerta diante desse panorama. “A queda da taxa de mortalidade não deve trazer uma sensação falsa de segurança. É preciso que os jovens e adultos com vida sexual compreendam a necessidade do uso do preservativo. O descuido é perigoso, pois desconsidera as graves consequências da doença e contribui para aumentar o número de infecções”.

Alguns sintomas do HIV são emagrecimento, falta de apetite, cansaço e fadiga (principalmente, muscular), febre, diarreia, caroços e ínguas pelo corpo ou infecções incomuns num paciente com as defesas normais. Entretanto, apenas o exame laboratorial pode definir a presença do vírus. “A melhor prevenção contra a AIDS é a educação sexual para o uso correto do preservativo, vencendo a ideia preconcebida de que sua utilização diminui o prazer da relação. A solicitação para uso da camisinha é frequente na parcela feminina, embora os seus parceiros evitem ao máximo essa proteção”, adverte.