Notícias Fique por dentro das novidades e eventos

Controlar o colesterol é essencial para a saúde do coração — Hospital Português da Bahia

14 de agosto de 2015

Controlar o colesterol é essencial para a saúde do coração

14 August 2015

Você sabia que as doenças cardiovasculares estão entre as principais causas de morte no mundo? Segundo a Organização Mundial de Saúde – OMS, este problema responde por cerca de 12,8% das mortes no planeta, todos os anos. Na origem dessas fatalidades, muitas vezes estão as altas taxas de colesterol no organismo, que podem causar complicações graves como derrame e infarto. Para alertar as pessoas sobre a necessidade de prevenir tais riscos com a adoção de hábitos saudáveis, o Ministério da Saúde criou o Dia Nacional de Combate ao Colesterol, 8 de agosto.

Substância presente em quase todos os alimentos e essencial para o bom funcionamento dos órgãos, o colesterol é um tipo de gordura que nem sempre é maléfica. Isto, porque enquanto o colesterol “ruim” (LDL) provoca o acúmulo de placas de gordura no interior das artérias, dificultando o fluxo sanguíneo para os órgãos, o colesterol “bom” (HDL) tem a função de retirar o mau colesterol do corpo e levá-lo até o fígado, para ser metabolizado e eliminado. Assim, manter o equilíbrio nas taxas de colesterol é essencial, conforme destaca Dr. Alexsandro Fagundes, cardiologista do Hospital Português. “O controle dessas variáveis pode diminuir consideravelmente as chances de problemas cardíacos. Dentro desse escopo, o risco cardiovascular global deve ser avaliado clinicamente em todas as pessoas independente da idade, o que passa pela medida da pressão arterial, glicemia e colesterol total”, afirma.

Além das taxas elevadas de colesterol, são considerados pacientes de alto risco, os diabéticos, pessoas com histórico de obstruções nas artérias, passado de AVC (derrame cerebral) e infarto. A detecção e o tratamento dos níveis elevados de colesterol fazem parte das estratégias de redução do risco cardiovascular global.

Para atingir essa meta o especialista orienta desenvolver hábitos saudáveis, que favoreçam elevar os índices de “bom” colesterol e reduzir o colesterol “ruim”. “Manter uma alimentação adequada, além de evitar o sedentarismo, o tabagismo, a obesidade,o consumo excessivo de bebidas alcoólicas, e preservar o bem-estar emocional, reduzindo o estresse, representa mais saúde para o coração”.