Notícias Fique por dentro das novidades e eventos

Traumas de face — Hospital Português da Bahia

3 de novembro de 2015

Traumas de face

03 November 2015

Em 2013, os acidentes de trânsito no Brasil resultaram em aproximadamente 170 mil internações, 88 mil delas causadas por motos. A negligência no uso do capacete é quase sempre a razão para a ocorrência de lesões e fraturas na face que requerem atendimento médico especializado.  Segundo o Colégio Brasileiro de Cirurgia e Traumatologia Buco-Maxilo-Facial, todos os anos, cerca de 30 mil brasileiros sofrem algum tipo de fratura no crânio e ossos do rosto. Para assistir essas vitimas, o Serviço de Ortopedia e Traumatologia do Hospital Português (HP) conta com infraestrutura assistencial completa para o pronto atendimento nas situações de trauma ou lesões ortopédicas, incluindo um time de 22 profissionais altamente qualificados nas diversas subespecialidades da ortopedia e a atuação conjunta com uma equipe de ponta especializada em Cirurgia e Traumatologia Buco-Maxilo-Facial, além de unidades e serviços assistenciais de alta complexidade.

Dra. Lívia Prates Zerbinati, cirurgiã-dentista especialista em Cirurgia e Traumatologia Buco-Maxilo-Facial, informa que depois da cirurgia ortognática (para correção dos distúrbios relacionados ao posicionamento inadequado dos maxilares), os traumas de face em adultos são as lesões que mais demandam atendimento da equipe especializada no HP, seja na realização de diagnósticos ou no tratamento cirúrgico de traumatismos e lesões de estruturas craniofaciais. “A cirurgia e traumatologia buco-maxilo-facial é uma especialidade da Odontologia que faz o diagnóstico e o tratamento cirúrgico e coadjuvante de traumatismos na face e boca, envolvendo tecidos moles como lábios, pele e músculos até os ossos do crânio e face”, explica. A especialidade também atua na correção de deformidades faciais (reparação de assimetrias), colocação de enxertos para reposição de osso perdido ou atrofiado na boca (maxilar e mandíbula), colocação de implantes dentários, tratamento de casos mais complexos de reconstrução facial, doenças que envolvem a região do pescoço (osso hioide), entre outras.

No HP o atendimento é realizado sempre através de interconsulta, diante da demanda de outras especialidades médicas, como a área ortopédica, gerando maior segurança e qualidade na reabilitação do paciente. A assistência aos pacientes hospitalizados é feita com uso de anestesia local ou geral, nos casos cirúrgicos considerados de maior risco, como as situações de traumas e fraturas ósseas da face. Com solida experiência na área de traumas de face e ossos do crânio, além de especialização comprovada em odontologia hospitalar, toda a equipe de cirurgiões de buco-maxilo-facial atuante no HP é associada ao Colégio Brasileiro de Cirurgia e Traumatologia Buco-maxilo-facial – entidade representativa que congrega os profissionais dessa área no Brasil, reunindo atualmente mais de 1.500 especialistas afiliados.