Notícias Fique por dentro das novidades e eventos

Sustentabilidade e gestão estratégica de recursos — Hospital Português da Bahia

2 de março de 2016

Sustentabilidade e gestão estratégica de recursos

02 March 2016

sustentabilidadeA terminologia é uma evolução da expressão “desenvolvimento sustentável”, empregada pela primeira vez, em 1987, no relatório Brundtland, da Organização das Nações Unidas (ONU), em referência a médica sanitarista Gro Harlem Brundtland, então chefe da Comissão Mundial sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento. A partir daí, o mundo passou a usar o termo desenvolvimento sustentável para “a forma de as atuais gerações satisfazerem as suas necessidades sem, no entanto, comprometerem a capacidade de as gerações futuras satisfazerem suas próprias necessidades”.

De fato, a busca por soluções viáveis para a sobrevivência do planeta em detrimento do progresso materialista tem motivado uma série de eventos e discussões internacionais de cunho ecológico e ambiental. Essa faceta da sustentabilidade, embora esteja mais evidenciada, não traduz a sua ampla abrangência de significado que envolve ainda aspectos econômicos, financeiros, energéticos, sociais, culturais, entre outros. Na saúde, por exemplo, hoje, entende-se que o valor dos hospitais deve ser medido considerando os resultados e custos gerados; visto que a assistência hospitalar de alto custo, assim como, a internação de longa permanência impactam no acesso de outros pacientes ao mesmo tipo de cuidado. Desse modo, a gestão sustentável em saúde tem exigido cada vez mais o uso racional de recursos, de forma estratégica, envolvendo lideranças e suas equipes no exercício de capacidades como criatividade e inovação, ética e conscientização, para identificar perdas desnecessárias – antes desconhecidas ou pouco valorizadas.

Para fomentar a prática sustentável entre os seus profissionais, o Hospital Português (HP) promove encontros regulares e transdisciplinares focados na busca conjunta de novas alternativas de atuação – comprovadamente mais econômicas e sustentáveis do que os processos já implantados. Diante do momento atual de crise econômica brasileira, a Instituição enxerga uma oportunidade de ampliar o entendimento das suas equipes acerca da prática da sustentabilidade. Campanhas institucionais como o HP + Sustentável nutrem esse objetivo, estimulando a reavaliação das formas de uso e consumo dos bens duráveis, não duráveis e serviços prestados, para transformar o usufruto individual em benefício coletivo.

Ao mesmo tempo, a conquista da sustentabilidade nos sistemas de saúde requer maior conscientização de cada cidadão sobre a própria responsabilidade de autocuidado e adoção de práticas preventivas. Não há sistema de saúde que consiga resolver todos os problemas relacionados a um estilo de vida autodestrutivo por parte dos indivíduos. Na tentativa de somar esforços para conscientizar a comunidade, organizações de diferentes setores têm fomentado a temática em congressos, seminários e salas de aula do ensino médio. Engajado nesse movimento, o HP tem investido em melhores práticas e processos para alcançar a excelência assistencial com autossustentabilidade. E você, caro leitor, o que tem feito hoje para satisfazer suas necessidades sem comprometer o futuro sustentável?

* Dra. Maíra Dantas, médica assistente da Gerência Técnica do HP

Revista Imagem Real Março – 2016

http://www.hportugues.com.br/imprensa/revista-imagem-real