Notícias Fique por dentro das novidades e eventos

Cuidado bucal do paciente em UTI — Hospital Português da Bahia

10 de julho de 2016

Cuidado bucal do paciente em UTI

10 July 2016

cuidado bucal do pacienteA Pneumonia Associada à Ventilação Mecânica (PAV) é a infecção respiratória mais comum no ambiente hospitalar. Pacientes que passaram por cirurgias e permanecem internados em unidades de medicina crítica (UTI, Semi-intensiva, UCO, UPC, UGH) são os mais acometidos pelo problema. Quase sempre, a causa é a aspiração de fluidos orais contaminados por microrganismos durante o uso de aparelhos auxiliares da respiração. Uma das estratégias adotadas pelo Hospital Português (HP) para prevenir e controlar a ocorrência de infecções hospitalares, sobretudo a PAV, é a presença do cirurgião-dentista na assistência multidisciplinar ao paciente. Especialista do Serviço de Odontologia Hospitalar do HP, Dra. Sarah Quadros, ressalta que estudos científicos demonstram a colaboração do cuidado odontológico na diminuição do tempo de internação do paciente em cerca de cinco dias, redução dos custos hospitalares com uso de medicações, redução dos riscos para infecções respiratórias e melhora da qualidade de vida durante a hospitalização.

“O paciente internado em UTI necessita de cuidados rigorosos, inclusive para a realização adequada da higiene bucal, pois, muitas vezes, o rebaixamento do seu sistema imunológico aumenta a chance para infecções bucais e/ou sistêmicas, que podem agravar o seu estado de saúde geral. Assim, o cirurgião-dentista visa colaborar para essa assistência intensiva”. A especialista explica ainda que, embora os microrganismos causadores da infecção respiratória sejam incomuns à flora bucal, eles se adaptam facilmente nesta cavidade, colonizando tecidos e a placa dental entre aproximadamente 48 e 72 horas após a internação. Esse é o aspecto principal para que a PAV seja uma das infecções hospitalares mais comuns e responsáveis pelo maior tempo de internação e morbimortalidade elevada entre pacientes de UTI.

“A prevenção é o melhor método de combate às doenças infecciosas. No caso da PAV, como a sua origem está associada à boca, o cirurgião-dentista é o profissional devidamente preparado para atuar no reestabelecimento da saúde dessa região”, observa. Com esse propósito, o Serviço de Odontologia do HP atua de forma interdisciplinar, seguindo métodos e protocolos para promoção da higiene bucal, realização de diagnósticos e intervenções diante de patologias que afetam a cavidade oral. Além do cirurgião dentista e dos demais profissionais da saúde, o suporte ao paciente conta com equipes qualificadas de enfermagem que compartilham o papel de assegurar uma rotina de cuidados de higienização oral nas internações em unidades de medicina crítica, bem como, o cumprimento de protocolos assistenciais e sua correta execução.

Revista Imagem Real – Julho 2016

http://www.hportugues.com.br/imprensa/revista-imagem-real