Notícias Fique por dentro das novidades

Estilo de vida e distúrbios vocais — Hospital Português da Bahia

4 de abril de 2018

Estilo de vida e distúrbios vocais

04 April 2018

Diversos fatores podem interferir na saúde da laringe, região onde ficam localizadas as cordas vocais. Os principais são a herança familiar, as emoções, o ambiente (mudanças de temperatura, umidade, poeira), comportamentos inadequados, como uso excessivo da voz (comum em algumas profissões), e o tabagismo, hábito mais prejudicial de todos. A mudança na qualidade vocal é a maior evidência de que a laringe está sendo prejudicada. Não tratar o problema adequadamente pode ocasionar a persistência de sintomas como rouquidão, pigarro, tosse seca e dor na garganta, além de favorecer o surgimento lesões nas cordas vocais e, em casos específicos, até câncer na laringe. Especialista da Emergência de Otorrinolaringologia do Hospital Português, Dr. Miguel Leal Andrade Neto alerta para a influência relevante do modo de vida na prevenção ou agravamento dos fatores de risco para as doenças vocais. Confira a entrevista!

1. Quais comportamentos prejudicam a voz?

A laringe e as cordas vocais são regiões delicadas e suscetíveis a lesões. Boa parte dos fatores desencadeantes de doenças laríngeas, no entanto, pode ser evitada, tais como: temperaturas extremas do alimento ou ambiente, que podem causar queimaduras e ressecamento do aparelho fonador; longa permanência em locais com ar-condicionado, consumo de alimentos que predisponham ao refluxo gastro-esofágico (café, pimenta, laticínios, refrigerantes, chocolate, bebida alcoólica, condimentos e frituras). Sobretudo, devemos evitar o tabagismo, hábito altamente danoso ao organismo e que, neste ano, contribuirá para que mais de 6,3 mil homens e 1,2 mil mulheres (na maioria, fumantes) desenvolvam câncer de laringe (um dos mais comuns nas regiões da cabeça e pescoço), segundo o INCA.

2. Como podemos prevenir os distúrbios vocais?

Principalmente, respeitando os limites do nosso corpo e da nossa voz, e adotando comportamentos benéficos no dia a dia: alimentação saudável com refeições equilibradas, boas noites de sono, não fumar, manter intervalos de descanso da voz durante seu uso prolongado, hidratar o organismo (bebendo pelo menos 2 litros de água, diariamente), evitar jornadas de trabalho extenuantes e realizar atividade física regularmente.

3. Como é feito o tratamento das lesões da laringe no HP?

Pacientes com problemas laríngeos contam com o suporte de especialistas e moderno aparato tecnológico do Serviço de Otorrinolaringologia do HP. Nossa infraestrutura permite diagnosticar, tratar e acompanhar todos os tipos de patologia vocal. Exames modernos e de simples execução, como a vídeo-laringoscopia, são realizados no próprio ambulatório, com o auxílio de uma microcâmara ligada ao computador, revelando imagens das estruturas laríngeas e das possíveis lesões vocais. Outros exames complementares mais específicos ampliam a precisão diagnóstica, como a vídeo-laringo-estroboscopia, que nos permite identificar lesões que poderiam não ser observadas por outros métodos diagnósticos.

4. Como o otorrinolaringologista e o fonoaudiólogo atuam na resolução dos problemas vocais?

Otorrinolaringologista e fonoaudiólogo são grandes parceiros no acompanhamento de pacientes com problemas vocais. O otorrino atua na fase diagnóstica e terapêutica, sendo responsável pelas intervenções medicamentosas ou cirúrgicas. Já o fonoaudiólogo tem papel fundamental na reabilitação vocal do paciente e no acompanhamento permanente dos profissionais da voz, prevenindo o surgimento de lesões e garantindo o melhor desempenho nas atividades com grande demanda vocal.

5. Quando devemos procurar esses especialistas?

Todas as pessoas, mesmo sem sintomas, devem consultar um médico otorrinolaringologista, uma vez por ano. Já quem utiliza a voz profissionalmente deve ser avaliado pelo otorrino, ao menos duas vezes ao ano, além de ter acompanhamento fonoaudiológico permanente.

Clique no link abaixo e leia a Revista Imagem Real de Abril/18 completa:
http://www.hportugues.com.br/imprensa/revista-imagem-real