Notícias Fique por dentro das novidades e eventos

Gestão hospitalar e responsabilidade socioambiental

5 de abril de 2019

Uma série de iniciativas desenvolvidas pelo Hospital Português, como estratégia de alcance da autossustentabilidade, hoje, se revertem em resultados positivos para a Instituição e para a comunidade, em geral. O consumo racional de recursos naturais, como a água, e a consequente eliminação de desperdícios, são exemplos de êxitos atrelados às ações do Projeto HP + Sustentável, iniciado em 2015. A cada ano, o Hospital amplia o leque de investimentos com foco na consolidação da autossustentabiliadade, conforme afirma o diretor financeiro Daniel Silva Vitor Bento. “O desenvolvimento sustentável é uma meta contínua do HP. As conquistas obtidas nessa área, nos últimos anos, têm relação direta com a disseminação da cultura de responsabilidade socioambiental pela Instituição e o consequente emprego de tecnologias avançadas, como, por exemplo, a Central de Inteligência e Monitoramento de Água (CIM) para controle e monitoramento, em tempo real, da rede de abastecimento hospitalar”, ressalta.

Desde que passou a intensificar a adoção de ações integradas em sustentabilidade, nos últimos cinco anos, a Instituição alcançou uma redução expressiva no consumo total de água. No comparativo entre os anos de 2015 e 2018, houve uma diminuição de 35% no consumo hídrico total, equivalente a 48.990 m³ (metros cúbicos) ou cerca de 19 piscinas olímpicas. “Este desempenho expressivo, viabilizado por investimentos em gestão hídrica, pode ser melhor observado, especialmente, nas unidades hospitalares com maior demanda no consumo de água – os prédios do Hospital, da Maternidade Santamaria e do setor de Recursos Humanos”, informa o gestor. A troca completa do sistema de aquecimento hídrico de torneiras e chuveiros, no prédio do Hospital, por um moderno sistema híbrido sustentável, é uma das ações mais recentes da Instituição nessa área. De acordo com o diretor financeiro, com esta medida, o Hospital estima economizar 30 mil litros de água no consumo diário e, ainda, eliminar parte do consumo de gás de cozinha (GLP), ampliando o conforto para os pacientes.

Outras ações preventivas e preditivas ajudaram a otimizar os resultados do HP, em sustentabilidade, no último ano. Alguns exemplos são: o estabelecimento de indicadores para gerenciar a redução do gasto hídrico e ampliar o conhecimento da rotina de consumo de água; as vistorias detalhadas e regulação da vazão de todos os pontos de água (inclusive descargas, torneiras, registros de controle e caixas acopladas), para identificar e reparar imediatamente problemas como vazamentos, evitando perdas; e a análise e adequação do tratamento de água, visando diminuir o consumo e otimizar o processo.

05O trabalho pró-sustentabilidade do HP tem sido intensificado, também, por sua Comissão Técnica de Garantia Ambiental, que viabiliza melhorias nos projetos socioambientais em andamento. A Comissão promove discussões multidisciplinares periódicas, enfocando ações educativas para conscientização dos públicos interno e externo. A Semana HP de Sustentabilidade é um exemplo que integra atividades como a exibição de filmes educativos no Cine Sustentável, oficinas de horta suspensa com embalagens reaproveitadas, bazar sustentável e doação de peças de vestuário e calçado para entidades de acolhimento à população em situação de rua. “Todo esse empenho do HP, por uma atuação sustentável, tem apoio fundamental das diferentes áreas hospitalares. A atuação conjunta gera contribuição significativa para a preservação ambiental, como também, se reflete em números que ratificam a relevância de investir continuamente na consolidação da autossustentabilidade”, finaliza.

Clique no link abaixo e leia a Revista Imagem Real de Abril/19 completa:
http://www.hportugues.com.br/imprensa/revista-imagem-real