Notícias Fique por dentro das novidades

Viver mais e melhor — Hospital Português da Bahia

6 de Maio de 2007

Viver mais e melhor

06 May 2007

Viver mais e melhorNo século XXI, normalmente o trabalho toma mais de um terço do dia. Por isso, para ganhar tempo, é comum que as pessoas prefiram comer um salgadinho na lanchonete do escritório a ir para casa no horário do almoço. Para os médicos, esses novos hábitos da sociedade moderna são responsáveis pelos dados alarmantes da Organização Mundial de Saúde (OMS).

De acordo com estatísticas da OMS, 70% das pessoas de todo o globo estão sujeitas a desenvolver cardiopatias, diabetes e obesidade, devido ao sedentarismo. Além disso, podem ter problemas psicológicos, pois a ociosidade agrava os quadros de ansiedade, estresse e depressão. Outro inimigo da boa saúde é a má alimentação. Uma nutrição não balanceada pode causar uma série de enfermidades graves, como a hipertensão, principal causa das afecções cardiovasculares.

A alimentação e a prática de exercícios melhoram a qualidade de vida. Aliados à herança genética, definem o bom funcionamento dos órgãos, a forma do corpo e até o estado de espírito. A produção dos hormônios ligados ao bem-estar e ao bom humor, endorfina e serotonina, depende diretamente de um prato saudável e de atividades físicas.

Uma boa forma de sair da vida sedentária é aderir às caminhadas. É uma atividade completa, gratuita e rápida. Andar meia hora por dia é suficiente para usufruir de todas as vantagens que o exercício físico provoca. No entanto, antes de qualquer atividade física é fundamental realizar exercícios de alongamento.

Para tirar o melhor proveito das caminhadas, deve-se manter o corpo em ação ininterrupta por um período mínimo de tempo e atingir um determinado número de batimentos cardíacos, que são informados por cardiologistas após o teste de esforço.

Depois de assumir uma rotina saudável de atividades físicas, percebem-se diferenças no organismo. A resistência aumenta, o corpo trabalha com mais eficiência e há também  melhoria estética. Apostar numa dieta balanceada, ingerindo principalmente frutas, legumes e verduras, é outra atitude fundamental para o bem-estar físico e psíquico.

Durante o dia, o organismo precisa consumir 50% de carboidratos (açúcares e massas), 20% de proteínas (derivados animais e vegetais), 30% de lipídios (óleos e gorduras) e sais  minerais e vitaminas à vontade (frutas, verduras e legumes). Feito isso, as proibições devem ser esquecidas. Carne vermelha, chocolate, tudo pode ser consumido sem danos ao o organismo. A carne vermelha, tão condenada pelos vegetarianos radicais, é fonte de ferro e evita a anemia, e o chocolate estimula a produção de endorfina, hormônio da felicidade. Portanto, tudo pode ser ingerido, com moderação.

No entanto,  é preciso tomar cuidado com os alimentos “vazios” e calóricos, como o álcool, que não tem nutriente e possui sete calorias por grama, mais do que os açúcares e proteínas. Segundo pesquisa do Ministério da Saúde (de 2007), 33% dos homens de Salvador consomem todos os dias mais de cinco doses de algum tipo de bebida alcoólica. É a maior
taxa de consumo entre as capitais brasileiras.

A dica é moderar. Um adulto deve consumir cerca de 2.500 calorias por dia. Cada grama de carboidrato e proteína tem quatro calorias; lipídios, nove calorias por grama, já os sais minerais e as vitaminas não possuem calorias. Consumindo a quantidade diária necessária de calorias, respeitando as proporções já citadas e as próprias limitações, cada um escolhe o que comer. É importante também não esquecer de consumir pelo menos dois litros de água por dia. A água é essencial para a manutenção das funções vitais.

É fácil cuidar da saúde. Fazendo a manutenção do corpo, previne-se mais de 50%  as doenças. Entretanto, os sedentários devem procurar orientação médica, antes de aderir aos exercícios físicos e, para mudar a dieta, é aconselhável conversar com um nutricionista.